Total de visualizações de página

terça-feira, 27 de julho de 2010

Heresias sobre Jesus - Parte 1

Em toda a História do Cristianismo, muitas foram as heresias relacionadas a Segunda Pessoa da Trindade, ou seja, o Senhor Jesus Cristo. Nesta série nos propomos a apresentar alguns exemplos dessas heresias, descrevendo resumidamente suas doutrinas e concluindo com a nossa refutação bíblica.

Heresias relacionadas à natureza humana de Jesus:

Gnosticismo: ensinava que Cristo, embora parecesse ser homem, nunca assumiu um corpo; portanto, não foi sujeito às fraquezas e às emoções humanas... O Salvador, conforme Saturnino, não nasceu, não teve corpo, nem forma, mas visto em forma humana apenas em aparência.

Docetismo: afirmava que o corpo de Cristo não passava de um fantasma; que seus sofrimentos e morte eram meras aparências. Deste modo pontificavam os apóstolos do docetismo: “Ou Cristo sofria e então não podia ser Deus; ou era verdadeiramente Deus e então não podia sofrer”.

Nestorianismo: deve a sua existência à pessoa de Nestório, bispo em Constantinopla, no período de 428-431. Nestório parece atribuir o seu discipulado a Teodoro de Mopsuéstia que ilustrava a união das duas naturezas de Cristo com a união conjugal de marido e mulher tornado uma só carne sem deixarem de ser duas pessoas e duas naturezas separadas... Ao invés de mesclar as duas naturezas em uma única autoconsciência, eles as situavam lado a lado, sem outra ligação além de mera união moral e simpática entre elas. Na visão deles Jesus seria um hospedeiro de Cristo.

Eutiquianismo ou monofisismo: afirmava que, por ocasião da encarnação, a natureza humana de Cristo foi totalmente absorvida pela natureza divina. Eutiques (410-470) era de opinião de que os atributos humanos em Cristo haviam sido assimilados pelo divino, pelo que seu corpo não seria consubstancial como o nosso, que Cristo não seria humano no sentido restrito da palavra.... Dizia então que Cristo, depois de se tornar homem, tinha apenas uma natureza, daí a razão de ser chamado também de monofisismo.

Apolinarismo: acreditava que Cristo tinha apenas uma natureza e uma hipótese. Essa natureza é a do Logos que em Cristo foi transmutada em carne. Esta, por sua vez, assumiu a qualidade divina ao mesmo tempo. Apolinário (310-390) combatia vigorosamente a idéia segundo a qual os elementos divino e humano se combinam em Cristo, que o Logos simplesmente se revestiu da natureza humana e ligou-se a ela de modo espiritual... Cristo, segundo Apolinário, não possuía alma humana/espírito... Na sua doutrina ele substituía o pneuma (espírito) humano pelo Logos, pois o julgava sede do pecado.

Refutação bíblica:

São vários os argumentos bíblicos à defesa da doutrina da humanidade de Jesus, argumentos esses que são válidos a cada uma das cinco heresias apresentadas.
Vejamos por exemplo Gl 3:16 “Ora, as promessas foram feitas a Abraão e à sua descendência. Não diz: E às descendências, como falando de muitas, mas como de uma só: E à tua descendência, que é Cristo” que é o cumprimento de Gn 3:15 quando Deus fala da promessa do descendente da mulher (semente). Os outros textos que podemos utilizar falam: (a) das suas tentações a nossa semelhança (Hb 5:14); (b) do seu sofrimento físico (Sl 22), mas especificamente do martírio na cruz; (c) da sua ressurreição física e corpórea (Mt 28; Mc 16; Lc 24 e Jo 21); (d) das promessa tanto do seu nascimento humano (Is 9:6) quanto do seu retorno físico (At 1:11). Além dessas podemos utilizar também as relacionadas à sua vida socio-familiar, ex: enteado (Mc 6:3), menino (Lc 2:40), filho de José (Mc 6:3) e de Maria (Lc 2:7), irmão (Mc 6:3); bem como também as relacionadas ao seu status sócio-político, ex: pobre (Mt 19:21), nazareno (Lc 4:16), israelita (Mt 1:1), Rei dos Judeus (Lc 23:38) e aos seus atributos humanos, ex: tristeza (Is 53:3), sabedoria (Lc 2:40), personalidade (Mc 6:3), ira (Jo 2:16), consciência (Mt 5:17), intelecto (Lc 2:47), paixão (Jo 2:17), capacidade de chorar (Jo 11:35), de questionar (Lc 2:49), de conhecer (Mt 7:28) e de raciocinar (Lc 2:49).

FONTES PESQUISADAS:

- Teologia Básica ao Alcance de Todos, Charles C. Ryrie - Editora Mundo Cristão
- Artigo “Cristologia A Doutrina de Cristo” extraído de http://www.soartigos.com/articles/1840/1/Cristologia/Invalid-Language-Variable1.html
- Artigo “Heresias Primitivas” extraído de http://www.icp.com.br/51materia3.asp
- O Cristianismo Através dos Séculos: Uma História da Igreja Cristã - Earle E. Cairns, Edições Vida Nova

Nenhum comentário: