Total de visualizações de página

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Vencendo a ansiedade nossa de cada dia

"Quando a ansiedade já me dominava no íntimo, o teu consolo trouxe alívio à minha alma." Salmo 95:19

Quem no mundo atual não já experimentou, em algum momento, ansiedade? O estilo de vida do homem pós-moderno em muito tem contribuído para problemas da alma como depressão, pânico e ansiedade. O que dizer dos sintomas físicos da ansiedade? Sem querer me aprofundar, por não ser um especialista, posso destacar como fruto de pesquisa e até experiência própria: boca seca, mãos ou pés úmidos, palpitações, sudorese excessiva, sensação de sufocamento, tremores e sensação de fraqueza, tensão e dor muscular, náuseas, perda de voz, inquietação, falta de ar ou sensação de fôlego curto, vertigens e tonturas, dificuldade de engolir ou sensação de um bolo na garganta e até dificuldade em conciliar e manter o sono; coisas que possivelmente o salmista sentia quando disse: “quando a ansiedade já me dominava...”. Até no lazer podemos ter ansiedade. Se alguém, por exemplo, decide ir ao cinema para se distrair, o perigo da violência urbana pode se tornar um causador de ansiedade. Um dia desses li que dentro de um cinema aqui no Rio de Janeiro, dentro de um Shopping, pessoas foram assaltadas. No entanto além da questão da violência urbana, outros fatores podem também nos gerar ansiedade, exemplos: crise de emprego, problemas financeiros, ameaças de doenças e epidemias, problemas familiares e até o próprio stress diário. Como já dizia uma música secular: “o que será o amanhã, como vai ser o meu destino”, as próprias incertezas desta “Era de Incerteza” podem ser também um causador de ansiedade. Às vezes é possível até ficarmos ansiosos sem uma causa aparente.
Reconheço que não tem como não experimentar ansiedade nesta vida, mas podemos no entanto evitar que ela nos domine confiando nos ensinamentos da Palavra de Deus, exemplos: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. Aquietai-vos, e sabei que Eu sou Deus.” (Salmo 46: 1-2; 10). Isso é Deus falando, assim como também nos diz através do Salmo 23:4: "Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque Tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam", sem contar também as maravilhosas promessas do Salmo 91 e vários outros textos da Bíblia.
Também por experiência própria posso dizer que o consolo de Deus pode nos dar alívio nos momentos de ansiedade, ex: “o teu consolo trouxe alívio à minha alma.” (Salmo 95:19b). Ano passado, por exemplo, com pneumonia e suspeita de gripe suína (H1N1) a ansiedade me afligiu, mas Deus foi fiel e atendendo orações minhas, e de irmãos da PIB de Irajá (minha igreja) e de várias outras igrejas, Ele me tirou do vale! (Para mais detalhes veja postagem de agosto de 2009).
Numa época como essa se não decidirmos confiar na Palavra do Senhor, bem como também no Senhor da Palavra, ficaremos loucos com tantas coisas que tem acontecido ultimamente (obs: um psicoterapeuta até aconselhou certa vez um paciente ansioso a evitar noticiários de tv, rádio e jornal). Como também é comum no início de ano algumas pessoas ficarem ansiosas quanto ao que pode ou não acontecer, seguindo a exortação do apóstolo Paulo que nos diz em Filipenses 4:6,7: “Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus” (NVI), aconselho-te neste ano de 2010 a “derramar” no Senhor tudo que tem lhe causado ansiedade... Que o causador da sua ansiedade ano passado, não mais o atormente neste ano!
Dica de livro? Bom, uma boa dica de livro que dou, sem ganhar nada da editora, é o livro “Vencendo a Ansiedade” da psicóloga Elizete Malafaia. Esse livro muito abençoou minha vida num momento oportuno a ponto de até utilizá-lo na classe de Escola Bíblica Dominical da igreja que congregava na ocasião (2004). Era classe de adultos, e assim como eu, muitos viviam também assaltados por transtornos de ansiedade. Foi BENÇÃO para eles e também para mim ter utilizado este livro; além, é claro, de experimentar na prática que é possível com Deus vencer a ansiedade nossa de cada dia.
Ansiedade é algo TÃO sério que até nosso Senhor Jesus dedicou algumas palavras sobre o assunto... Concluo então esta minha 1ª postagem de 2010 com as palavras de Jesus sobre esta que tem sido, também, um dos males do século:
“Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes? Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves? Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida? E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé? Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.” (Mateus 6:25-34).
Que Deus o ABENÇOE grandemente neste novo ano que se inicia, dando-lhe vitórias (inclusive sobre a ansiedade) e toda sorte de bênçãos espirituais!!!
(Texto publicado em 2010 no Boletim da Primeira Igreja Batista de Irajá)