Total de visualizações de página

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

A Importância da Teologia Para o Cristão

Algo preocupante é o fato de poucos cristãos se interessarem por estudar Teologia. Para muitos, inclusive até alguns pastores e líderes, estudar Teologia não passa de um capricho, uma vaidade ou um ato desnecessário. No entanto, uma vez que todos de alguma forma fazem Teologia, torna-se questionável a maneira como ela tem sido feita; se informal: ‘De Boato’, ‘Popular’ ou ‘Leiga’, as duas primeiras de forma imperceptível; ou formal: ‘Ministerial’, ‘Profissional’ ou ‘Acadêmica’. Consequentemente, se ela é feita de forma correta ou não.
O que dizer também da crise de Doutrina na Igreja? Sua relação com o desinteresse pelo estudo da Teologia, conforme abordado no parágrafo anterior; deve-se ao fato de que ambas, Teologia e Doutrina, não podem ser separadas, pois uma resulta da outra. Enquanto que Doutrina, conforme Wayne Grudem , “é o que a Bíblia como um todo ensina hoje acerca de algum tópico específico”, Teologia é a ciência dedicada ao “estudo de Deus e suas relações com as coisas feitas por Ele” (Tom Wells). Outros teólogos como Millard Erickson, Agostinho, A. H. Strong e Charles Ryrie, a conceitua um pouco diferente, mas o que na essência tem o mesmo sentido. Doutrina é o resultado do processo teológico, ou seja, do “fazer teologia”; logo uma Teologia ruim só pode resultar em crise de Doutrina.
Tendo visto que há uma relação entre Teologia e Doutrina, qual seria a relevância de ambas para o cristão? Na orientação do apóstolo João todo cristão deve perseverar na doutrina de Cristo, ex: “Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho” (2 João 1:9). O apóstolo Paulo escrevendo a Tito exorta-o a falar o que era conveniente à sã doutrina (Tito 2:1). Em Apocalipse 2:14 e 15 vemos a repreensão a igreja de Pérgamo por ter seguido doutrinas diferentes da sã doutrina do Senhor Jesus, exemplos: a doutrina de Balaão e a doutrina dos nicolaítas. Igrejas que em detrimento das verdades fundamentais da Palavra de Deus, optam por tradições e doutrinas humanas, acabam deixando de ser igrejas neotestamentárias.
Quanto à relevância da Teologia para o cristão temos como principal a necessidade do mesmo em saber em QUEM ele crê, O QUE ele crê e PORQUE ele crê; questões que só podem ser respondidas através de um cuidadoso estudo das Escrituras aliado ao processo teológico. Quando esses ensinamentos são, pelo cristão recebidos, cridos, obedecidos e praticados diariamente, sua vida nas mais importantes áreas é abençoada, como por exemplo o seu caráter, o seu comportamento e o seu destino. O seu caráter e o seu comportamento, antes não determinados por Deus, passam a ter a positiva influência da Palavra de Deus. Já o seu destino, antes comprometido pelo pecado, passa a ter de Deus a direção fornecida pela Sua Palavra. Desta forma o grande e crucial dilema do ser humano: ‘QUEM ELE É’, ‘O QUE ELE FAZ’ e ‘PARA ONDE ELE VAI’, torna-se revelado pela Palavra de Deus, que além de ser a fonte da verdade teológica, é Lâmpada e Luz para nossas vidas (Salmo 119:105). Vale ressaltar que esse estudo da Palavra de Deus, que constitui apenas parte do processo teológico, é eficaz justamente quando auxiliado pela Teologia.
Num mundo cada vez mais infectado por seitas, filosofias e heresias, mais do que nunca se torna necessário ao cristão uma forte e saudável Teologia. Se no passado o Cristianismo sobreviveu aos inúmeros ataques graças à firmeza teológica de vários fiéis servos de Deus, hoje compete a cada cristão a garantia do futuro do Cristianismo através do firme compromisso com Deus e com Seus ensinos. Sendo Deus por tanto, o mais interessado no futuro da Igreja, pode-se ter certeza de que Ele irá capacitar cada servo Seu como guardião da Sã Doutrina (Tito 1:9) para assim cumprir a Sua vontade.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Poesia do Pr. Cláudio Duarte

Este texto era pra ter sido publicado mês passado, mas eu "engoli mosca" e por isso só agora estou publicando.

"Existem certas pessoas carentes de entendimento
Que acham que não foi Deus que criou o casamento
A principio lhes parece que não foi conveniente
Unir dois seres avessos, de fato bem diferentes
Mas nós que somos cristãos e temos boa memória
Conhecemos muito bem como surgiu essa história
Adão andava ocupado trabalhando com capricho
Se esforçando o dia inteiro pensando em nome de bicho
Era tigre, porco, tatu, macaco, alce, leão
Adão andava inspirado e foi mesmo abençoado com tanta imaginação
E é possível que o sujeito também tenha reparado
Que todo animal macho tinha uma fêmea do lado
E o Senhor demais atento sondando-lhe o coração
Sentiu que era preciso dar um fim a solidão e disse:
'Adão, filho querido, não quero te ver tão só. Far-lhe-ei uma companheira,
uma jóia de primeira, da costela e não do pó.'
E pondo Deus em ação aquilo que pretendia
Nocauteou o nosso Adão dando ínicio a cirugia
E Deus cerrou-lhe a costela pondo carne no lugar
E assim fez a princesa esperando ele acordar
Quando o varão despertou daquele sono pesado
O corte da cirurgia já tinha cicatrizado
Então, Deus trouxe a varoa e entregando a Adão
Ouviu um brado de glória e a seguinte exclamação:
'Ela é a carne da minha carne, ela é osso do meu osso'
E Adão foi prá galera e fez aquele alvoroço
A partir daquele dia o homem bem mais ocupado
Deixou pra trás muito bicho sem nome catalogado
E até hoje rola um papo machista e bem corriqueiro
Que o homem é mais importante porque foi feito primeiro
Algumas mulheres se irritam e afimam de arma em punho
Que a vida da obra prima vem sempre após o rascunho
Mas há também homens que falem e há quem acredite
Que Deus fez Adão primeiro para Eva não dar palpite
Mas isso é irrelevante para o sucesso da vida a dois
Para ser feliz não importa quem veio antes ou depois
Porque Deus fez tudo perfeito e discorde quem quiser
Mas o melhor da mulher é o homem e o melhor do homem a mulher"

Título "Poesia da Família". Autor Cláudio Duarte, pastor palestrante que ouvimos e conhecemos no 7º Encontro de Casais da IB Monte Tabor, Encontro de Casais em que nós (eu e minha esposa) trabalhamos como líderes de grupo.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

A reunião de satanás

Li e gostei (texto enviado por uma irmã da igreja):

Satanás convocou uma Convenção Mundial de demônios.
Em seu discurso de abertura, ele disse:
"Não podemos impedir os cristãos de irem à igreja"
"Não podemos impedi-los de ler as suas Bíblias e conhecerem a verdade"
"Nem mesmo podemos impedi-los de formar um relacionamento íntimo com o seu Salvador".
E, uma vez que eles ganham essa conexão com Jesus, o nosso poder sobre eles está quebrado.
"Então vamos deixá-los ir para suas igrejas, vamos deixá-los com os almoços e jantares que nelas organizam, MAS, vamos roubar-lhes o TEMPO que têm, de maneira que não sobre tempo algum para desenvolver um relacionamento com Jesus Cristo".. "O que quero que vocês façam é o seguinte", disse o diabo:
"Distraiam-los a ponto de que não consigam aproximar-se do seu Salvador"
Como vamos fazer isto? Gritaram os seus demônios.
Respondeu-lhes:
"Mantenham os ocupados nas coisas não essenciais da vida, e inventem inumeráveis assuntos e situações que ocupem as suas mentes"
"Tentem-os a gastarem, gastarem, gastarem, e tomar emprestado, tomar emprestado"
"Persuadam as suas esposas a irem trabalhar durante longas horas, e os maridos a trabalharem de 6 à 7 dias por semana, durante 10 à 12 horas por dia, a fim de que eles tenham capacidade financeira para manter os seus estilos de vida fúteis e vazios."
"Criem situações que os impeçam de passar algum tempo com os filhos"
"À medida que suas famílias forem se fragmentando, muito em breve seus lares já não mais oferecerão um lugar de paz para se refugiarem das pressões do trabalho".
"Estimulem suas mentes com tanta intensidade, que eles não possam mais escutar aquela voz suave e tranqüila que orienta seus espíritos".
"Encham as mesinhas de centro de todos os lugares com revistas e jornais".
"Bombardeiem as suas mentes com noticias, 24 horas por dia".
"Invadam os momentos em que estão dirigindo, fazendo-os prestar atenção a cartazes chamativos".
"Inundem as caixas de correio deles com papéis totalmente inúteis, catálogos de lojas que oferecem vendas pelo correio, loterias, bolos de apostas, ofertas de produtos gratuitos, serviços, e falsas esperanças".
"Mantenham lindas e delgadas modelos nas revistas e na TV, para que seus maridos acreditem que a beleza externa é o que é importante, e eles se tornarão mal satisfeitos com suas próprias esposas".
"Mantenham as esposas demasiadamente cansadas para amarem seus maridos à noite, e dê-lhes dor de cabeça também. Se elas não dão a seus maridos o amor que eles necessitam, eles então começam a procurá-lo em outro lugar e isto, sem dúvida, fragmentará as suas famílias rapidamente."
"Dê-lhes Papai Noel, para que esqueçam da necessidade de ensinarem aos seus filhos, o significado real do Natal.
"Dê-lhes o Coelho da Páscoa, para que eles não falem sobre a ressurreição de Jesus, e o Seu poder sobre o pecado e a morte."
"Até mesmo quando estiverem se divertindo, se distraindo, que seja tudo feito com excessos, para que ao voltarem dali estejam exaustos!".
"Mantenha-os de tal modo ocupados que nem pensem em andar ou ficar na natureza, para refletirem na criação de Deus. Ao invés disso, mande-os para Parques de Diversão, acontecimentos esportivos, peças de teatro, concertos e ao cinema. Mantenha-os ocupados, ocupados."
"E, quando se reunirem para um encontro, ou uma reunião espiritual, envolva-os em mexericos e conversas sem importância, para que, ao saírem, o façam com as consciências pesadas".
"Encham as vidas de todos eles com tantas causas nobres e importantes a serem defendidas que não tenham nenhum tempo para buscarem o poder de Jesus".
Muito em breve, eles estarão buscando em suas próprias forças, as soluções para seus problemas e causas que defendem, sacrificando sua saúde e suas famílias pelo bem da causa."
"Isto vai funcionar!! Vai funcionar !!"
Os demônios ansiosamente partiram para cumprirem as determinações do chefe, fazendo com que os cristãos, em todo o mundo, ficassem mais ocupados, e mais apressados, indo daqui para ali e vice-versa, tendo pouco tempo para Deus e para suas famílias.
Não tendo nenhum tempo para contar à outros sobre o poder de Jesus para transformar vidas.

Creio que a pergunta é:
Teve o diabo sucesso nas suas maquinações?

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Como você lida com a adversidade?


Uma filha se queixou ao pai sobre sua vida e de como as coisas estavam difíceis para ela. Ela já não sabia mais o que fazer e queria desistir. Estava cansada de lutar. Parecia que assim que um problema estava resolvido um outro surgia. Seu pai levou-a até a cozinha. Encheu três panelas com água e colocou cada uma em fogo alto. Logo as panelas começaram a ferver.
Em uma ele colocou cenouras, em outra colocou ovos e, na última pó de café. Deixou que tudo fervesse, sem dizer uma palavra. A filha esperou impacientemente, imaginando o que ele estaria fazendo. Cerca de vinte minutos depois ele apagou o gás. Pescou as cenouras e as colocou em uma tigela. Retirou os ovos e então, pegou o café. Virando-se para ela, perguntou:
- O que você está vendo?
- Cenouras, ovos e café, respondeu.
Ele lhe pediu para examinar as cenouras. Ela notou que as cenouras estavam macias. Ele, então, pediu que pegasse um ovo e o quebrasse. Ela obedeceu e depois de retirar a casca verificou que o ovo endurecera com a fervura. Finalmente, ele lhe pediu que tomasse um gole de café. Ela sorriu ao provar seu sabor delicioso e perguntou:
- O que isso significa, pai?
Ele explicou que cada um deles havia experimentado a mesma adversidade - a água fervendo - mas que cada um reagiu de maneira diferente. A cenoura entrara forte, firme e inflexível. Mas depois de ter sido submetida a água fervendo, amolecera e se tornara frágil. Os ovos eram frágeis. Sua casca fina havia protegido o líquido interior, mas depois de terem sido colocados na água fervendo, seu interior se tornou mais rijo. O pó de café era incompatível. Depois de colocado na água fervente, havia mudado a água.
- Qual deles é você minha filha? Perguntou o pai.
Quando a adversidade bate à sua porta, como você responde? Você é uma cenoura, um ovo ou pó de café?
Você é como cenoura que parece forte, mas com a dor e a adversidade murcha, se torna frágil e perde suas forças? Ou como o ovo, que começa com um coração maleável, mas depois de alguma dificuldade se torna mais difícil e duro? Ou será que você é como o pó de café? Ele muda a água fervente, a coisa que está trazendo a dor, para conseguir extrair dela o máximo de seu sabor.
Quanto mais quente estiver a água, mais gostoso se torna o café.
Quando as coisas se tornam piores, você se torna melhor e faz com que tudo em torno de você também melhore.
Como você lida com a adversidade?

(Este texto foi contribuição do saudoso amigo Mário Lourenço, pastor e psicólogo que em outubro do ano passado partiu para o Senhor)

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Recente experiência com Deus

"...no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” - João 16:33

Este versículo do Evangelho de João ficaria incompleto se além da exortação do Senhor Jesus quanto a termos aflições, não tivesse também o encorajamento dEle para termos ânimo, lembrando que Ele venceu o mundo e suas aflições.
Tão certo quanto no mundo nós encontraremos aflições, as mesmas não deverão nos desanimar porque assim como Jesus venceu as aflições do mundo, nós também podemos vencê-las.
No mês de julho tivemos algumas aflições, que cronologicamente são descritas abaixo:

Dia 24/06 - minha esposa confirma com a ginecologista que está grávida;
Dia 10/07 - minha esposa ao fazer a 1ª ultrassonografia descobre que o embrião de seis semanas está sem vida;
Dia 13/07 - falece de câncer o pai da minha esposa, após sete dias internado;
Dia 17/07 - minha esposa a pedido do ginecologista, faz a 2ª ultrassonografia e confirma o diagnóstico de aborto retido;
Dia 18/07 - começo a ter sintomas de gripe seguida de febre alta, febre acima de 39º C;
Dia 20/07 - minha esposa fica internada no Hospital Joari (Campo Grande – RJ) para, através de medicamentos e curetagem, expelir o embrião retido;
Dia 23/07 - minha esposa finalmente faz a cirurgia (curetagem);
Dia 23/07 - após idas sem resultado em outros consultórios médico, fico internado no CIT do Hospital Real Cordis (Bangu – RJ) em virtude de pneumonia;
Dia 24/07 - minha esposa tem alta do hospital e vai se recuperar na casa de uma família amiga, uma vez que não poderá fazer esforço durante 15 dias;
Dia 30/07 - Tenho alta do CTI e vou para o Quarto convencional;
Dia 01/08 - Tenho alta do hospital devendo ficar em repouso durante uma semana;
Dia 09/08 - comparecemos a igreja (PIB de Irajá) após o período de internação e convalescência;
Dia 10/08 - retorno ao trabalho.

Apesar de tudo, em nenhum momento Deus nos desamparou... Muitas foram as orações de irmãos da nossa igreja (PIB de Irajá) e de várias outras, muitas foram as visitas e o apoio de irmãos e amigos... Ao retornar a igreja e também ao trabalho, muitas foram as palavras de carinho, e também, a demonstração de alegria ao saber que estávamos bem.
Deus apesar de nos permitir coisas difíceis, em todo tempo demonstra o seu amor para conosco! Experimentamos mais uma vez na prática que, apesar de dolorosas as aflições, a vitória é possível com a presença do Senhor. Como saldo positivo de tudo que passamos, considero a experiência que ganhamos com Deus... Experiência do seu amor demonstrando enquanto “atravessávamos o vale”, experiência da presença do Senhor conosco “no vale” e experiência da mão do Senhor nos tomando pela mão e nos levantando (Marcos 1:31)... Um fato marcante foi quanto a um procedimento que eu teria que fazer para retirar líquido do pulmão, na “hora H” para o início do procedimento entrou uma enfermeira avisando que o procedimento havia sido cancelado, e ao perguntar à ela sobre a razão do cancelamento a mesma disse que em virtude do bom resultado dos exames não seria mais necessário. Glória a Deus, Deus é tremendo!!!
Semana passada durante uma consulta ao pneumologista, ao ver o “Resultado de exames realizados” num documento referente a minha internação o mesmo disse que o meu caso havia sido grave, e que numa escala de 0 à 100 ele classificaria como 100... Disse também que por pouco eu poderia ter ficado “entubado” no CTI, ou seja, em virtude da pneumonia evoluir muito rápido e o grau da infecção ser muito alta, poderia haver a necessidade de eu ter que respirar por auxílio de aparelho. Deus me livrou disso e abençoou os antibióticos, fazendo com que a infecção regredisse... Deus livrou também minha esposa de uma infecção generalizada em virtude do aborto retido (obs: anualmente várias mulheres morrem em virtude de infecção decorrente de aborto retido, por isso a necessidade de procedimento médico para a retirada do embrião sem vida).
Eu não sei quais são as suas aflições, mas te aconselho a depositá-las aos pés do Senhor, confiar e descansar nEle.
"Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e o mais Ele fará" - Salmo 37:5
Caso você que está lendo este testemunho não tenha ainda recebido Jesus como o Senhor e Salvador da sua vida, tome uma decisão ao lado dEle aceitando-O como seu único e suficiente salvador. A Bíblia diz que Ele morreu por nossos pecados (1 Coríntios 15:3), e morreu também para que tivéssemos vida eterna (João 3:16). Não sabemos quando partiremos desta vida, por isso se faz necessário atentar para a exortação bíblica que diz:
“Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a sua voz, não endureçais os vossos corações” – Hebreus 3:7,8

Para entender o plano de Deus para a nossa salvação (Plano de Salvação), clique ou acesse o link: http://www.batistaitupeva.pilb.t5.com.br/planodesalvacao.htm

Que Deus o abençoe grandemente e que a presença dEle seja uma constante em sua vida!

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Meu testemunho missionário

"Mas em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus.” – Atos 20:24.


Em maio de 2005 Deus me deu o privilégio de apoiar por 15 dias o trabalho dos missionários Hugo Guillermo e Eliana La Banca na cidade de Rancágua, Chile. Experiência extraordinária que representou um divisor de águas na minha vida!

A vontade de fazer uma viagem missionária surgiu durante os anos no Seminário, tempo em que ouvi vários testemunhos de missionários que, em visita a instituição, relataram sua experiência no campo. No entanto, um pouco antes do ano que ingressei no seminário (1994), a Igreja Batista Água Grande (RJ), igreja em que eu era membro na ocasião, convidou a missionária Analzira Nascimento e seu testemunho, aliado aos testemunhos que ouvi anos depois no Seminário, muito impactou minha vida criando no meu coração um grande desejo de visitar um campo missionário.
Tendo a Primeira Igreja Batista em Olinda (Nilópolis-RJ), minha igreja na ocasião, providenciado a carta de recomendação à JMM, e após atender alguns requisitos, no dia 06 de maio de 2005 embarquei para o Chile. A Junta de Missões Mundiais (JMM) deu-me todo suporte necessário, que representou uma benção para mim que nunca havia saído do país até então.
No Chile tive a oportunidade não só de ver de perto o trabalho missionário e seus frutos, como também de realizar missões transcultural, pois a experiência de missões urbanas eu já possuía quando pastoreei uma congregação na capital do RJ, minha cidade.
Durantes os dias no campo missionário vivenciei na prática algo que muito havia ouvido nos testemunhos missionários, a capacitação do Senhor à realização do trabalho missionário, ex: apesar de pouco tempo estudando Espanhol, seis meses apenas, pude entender e ser compreendido pelas pessoas em que tive contato, apenas pedia para “hablar más despacio”, ou seja, falar mais devagar, e no mais o Espírito Santo completava... Nas mensagens bíblicas, os missionários me encorajaram a pregar com o Espanhol que eu possuía até então, no entanto traduziam quando necessário as palavras que eu não conseguia falar ou que não conseguia pronunciar corretamente.
Dentre as várias atividades realizadas no campo, posso destacar o curso comunitário de informática como estratégia evangelística, idéia que partiu do missionário (Guillermo) em virtude da minha profissão (Analista de Sistemas). Os primeiros dias na residência dos missionários foram gastas na tradução das apostilas. Além desta atividade tive a oportunidade também de realizar visitas nas casas, visita no presídio, mensagens bíblicas nos cultos nos lares e na missão (congregação), celebração da Ceia do Senhor e ministração de louvor (voz e violão).
Desejo no Senhor, dês de então, retornar ao campo missionário; quando e onde ainda não sei, mas tenho, junto com minha esposa, orado a respeito.
Que Deus continue abençoando o trabalho da JMM e que a minha viagem de 2005 seja apenas a primeira entre muitas outras!

Fotolog da viagem: http://rl-oliveira.fotos.net.br/album1

Matéria sobre a viagem no site da JMM:
http://www.jmm.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=2953
http://www.jmm.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=2960

terça-feira, 12 de maio de 2009

Reconciliados no Senhor


Em 2006 a juventude da Primeira Igreja Batista em Olinda (Nilópolis - RJ) escolheu ‘Reconciliados no Senhor’ como tema do seu congresso. Foi um privilégio e tanto que o Senhor me deu ser pastor de juventude daquela igreja naqueles anos, o congresso foi uma benção e até hoje guardo boas lembranças! Segue abaixo o texto que escrevi para o boletim do dia primeiro de outubro.

Eu não consigo pensar em “reconciliação” sem lembrar do texto abaixo:
Dois irmãos que moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho, entraram certa vez em conflito. O que começara com um pequeno mal-entendido finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio. Numa manhã, o irmão mais velho ouviu baterem à sua porta. Era um carpinteiro com uma caixa de ferramentas procurando trabalho.- Tenho trabalho para você - disse o fazendeiro. Está vendo aquela fazenda além do riacho? É do meu irmão. Quero que construa uma cerca bem alta para que eu não precise mais vê-lo. - Entendo a situação - disse o carpinteiro. Farei um trabalho que o deixará satisfeito.O fazendeiro foi até a cidade e deixou o carpinteiro trabalhando. Quando o fazendeiro retornou, seus olhos não podiam acreditar no que viam. Não havia cerca nenhuma! Em seu lugar havia uma ponte ligando um lado ao outro do riacho. Ao erguer os olhos para aponte, viu seu irmão aproximando-se da outra margem, correndo de braços abertos. Correram um na direção do outro e abraçaram-se no meio da ponte. Emocionados, viram o carpinteiro arrumando suas ferramentas para partir. - Não espere! - disse o mais velho. Fique conosco mais alguns dias.Tenho muitos outros projetos para você.E o carpinteiro respondeu: - Adoraria ficar, mas tenho muitas outras pontes para construir. Dessa história extraímos duas lições: A primeira é que podemos ser pessoas que constroem barreiras ou pontes. Particularmente, prefiro construir pontes, pois elas significam reconciliação. As barreiras simbolizam a resistência e o impedimento de meu próprio desenvolvimento espiritual. A segunda lição é que, mesmo sendo contratados para construir barreiras, podemos ter uma atitude como a do carpinteiro e construir pontes em vez de fortalezas. As pessoas no fundo do coração querem isso de nós como servos do Senhor. Irmãos, vamos construir pontes, tantas quantas pudermos construir, certamente necessitaremos utilizá-las para melhorar os níveis de qualidade e relacionamento em nossa família, em nossa igreja e na sociedade. Deus deu o exemplo enviando seu Filho Jesus Cristo para através da sua morte nos reconciliar consigo, porém nos deu o “...ministério da reconciliação” – II Co 5:18b. Isso que eu entendo sobre “construir pontes”.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

O cristão fica ou namora?


Em 10 de novembro de 2001 o Programa “Os Arrebatados” da Rádio 93 FM utilizou este tema como debate. Minha participação foi através do texto abaixo, que enviado por e-mail foi lido pelo locutor:

Na minha opinião, o namoro deve ser um preparo para o casamento, seguindo os princípios bíblicos de santidade e pureza cristã. Brincar com os sentimentos dos outros, ou usar alguém como um objeto descartável, não deve ser o comportamento de um cristão que deseja agradar o Senhor.
Pessoas que “ficam” com alguém, normalmente acabam ferindo ou se deixando ferir, pois considera importante a pessoa na qual esta “ficando”, apenas para um curto tempo, logo descartam e saem a procura de outro(a). O namoro é necessário para um processo de conhecimento do futuro cônjuge e é até normal que um ou mais namoro(s) não dê em casamento, porém o “ficar”, na minha opinião é nocivo por se tratar de uma postura anticristã. Nesse ficar, muita das vezes acabam acontecendo coisas que não glorificam a Deus, como por exemplo o desprezo e a rejeição a outro ser criado a imagem e semelhança de Deus.

“Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.” – Mateus 7:12

Como vai o seu sorriso?



Este foi o tema do Congresso de Jovens da Igreja Batista Água Grande no ano de 1999. Segue abaixo o texto que Deus me deu para o Boletim do Congresso:

Considero este tema bem sugestivo porque nem sempre o sorriso das pessoas expressa o que realmente elas sentem. Problemas financeiros, crises conjugais, enfermidades, projetos frustrados, desilusões, decepções das mais diversas, etc... São vários os motivos que roubam a alegria das pessoas, sem esquecer também que muitas vezes as pessoas se sentem tristes sem mesmo saber o motivo.
Com toda certeza você já se sentiu assim!
O que fazer diante dessas coisas?
Alguns psicólogos, psiquiatras e psicanalistas, confiam tão somente em técnicas terapêuticas para resolver o grande problema da alma humana, nós acreditamos que este assunto o homem não pode resolver sozinho.
O teólogo medieval Agostinho (354-430 A.D.), bispo de Hipona, já dizia que o vazio que o homem tem na alma é do tamanho de Deus. Isto refuta a ilusão das pessoas em tentar preencher o seu vazio interior através de conquistas pessoais, como por exemplo: um bom emprego, um bom casamento, bens materiais e realizações das mais diversas. Isto resolve como um anestésico, um paliativo, ao passar determinado tempo perde o efeito e a pessoa volta a sentir o mesmo vazio sentido anteriormente. O que ela precisa na verdade é de Deus – “Como anseia a corsa pelas águas, assim anseia a minha alma por Ti, ó Deus! A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo...” Salmo 42:1,2a.
Há coisas realmente necessárias, porém é um grande erro substituir Deus por elas.
O homem sem a presença de Deus nunca poderá ser plenamente feliz. Sem Ele o seu sorriso sempre será incompleto!

quarta-feira, 18 de março de 2009

ORKUT: coisas que merecem atenção


Poucas coisas têm tido tanta repercussão atualmente quanto o Orkut. Mas o que seria Orkut? Orkut é uma rede social criada em 2004 por um turco chamado Orkut Büyükkokten, daí a origem do nome, para através da Internet se manter e se criar relacionamentos.
Entretanto, aliado ao crescimento de adeptos crescem as discussões sobre seus aspectos negativos, principalmente no meio evangélico quanto aos efeitos na vida do discípulo de Cristo. Abstraindo dos riscos relacionados à segurança digital e dando ênfase às implicações espirituais, apontarei três coisas que merecem atenção e cuidado aos cristãos que utilizam ou desejam utilizá-lo.
A primeira delas é quanto ao risco do Orkut se tornar um vício.
A Bíblia nos ensina que apesar da liberdade que o Senhor nos dá, nós não devemos nos deixar dominar por nada (1ª Coríntios 6:12b), e isso inclui o Orkut. Infelizmente há pessoas que dominadas pelo vício do Orkut deixam de dar atenção a pessoas (ex: conjugue, filhos, pais, amigos, etc...), o desempenho nos estudos e no trabalho cai e o que é pior, deixam de buscar a Deus através da leitura da Bíblia e da oração. O que tem sido mais importante na sua vida? Se a resposta for o Orkut, em detrimento ao Senhor, a família, aos amigos, etc..., já tens motivo para se preocupar.
A segunda é quanto ao risco do Orkut se tornar um objeto de desonra ao Evangelho.
Algo triste é o fato de alguns perfis de “orkuteiros” evangélicos não transmitirem a luz de Cristo, e ao invés de serem no Orkut sal da terra e luz do mundo (Mateus 5:13,14), acabam sendo pelo mau testemunho um objeto de desonra ao nome do Senhor.
Certa vez ouvi que empresas de RH estavam acessando o Orkut de candidatos a fim de descobrirem quem eles eram, e nisto acabavam descobrindo que em muitos casos o que foi dito na entrevista não coincidia com o que, implícita ou explicitamente era “dito” no Orkut. Se alguém que ainda não conhece Jesus pesquisar o seu Orkut, o que poderá dizer de você? Quem é você no Orkut?
A terceira é quanto ao risco do Orkut se tornar uma porta do inferno na sua vida.
Não há dúvidas que o Diabo se utiliza de todos os meios possíveis para destruir a vida dos servos do Senhor (1ª Pedro 5:8), e no seu empenho em devorar os servos de Deus, o Orkut, entre outras coisas, tem em muitos casos se constituído num instrumento dele (Diabo). Com base nisso, toda a prudência se faz necessária, pois sendo o Orkut uma rede aberta a todo o tipo de pessoa, toda a gama de artifícios do inferno pode ser encontrada nele (ex: pedofilia, prostituição, feitiçaria, satanismo, etc...). “...sede, portanto, prudentes como as serpentes...” - Mateus 10:16.
No mais, penso que Deus é quem pode realmente nos dar sabedoria para discernir até que ponto certas coisas do mundo contemporâneo são benéficas ou não a nós.
Quanto ao Orkut, por se tratar de uma rede de relacionamento, é possível que com a ajuda do Senhor a sua facilidade em contactar pessoas se torne em aliado à evangelização (Mateus 28:19 e 20), tornando-o num instrumento de benção ao invés de maldição. Que a sabedoria do Senhor (Prov. 3:18), portanto, o ajude a utilizá-lo de forma saudável.
(Texto publicado em 2009 no Boletim da Primeira Igreja Batista de Irajá)

terça-feira, 17 de março de 2009

Reflexão sobre o 1º mandamento do Decálogo


"Não terás outros deuses diante de mim." - Êxodo 20: 3

O ser humano, essencialmente religioso, revela seus deuses e ídolos das mais diversas formas. Na música My Sweet Lord, por exemplo, um músico britânico revela que o Doce Senhor (Sweet Lord) da sua vida não é Jesus Cristo e sim uma divindade do Hinduísmo (corrente religiosa indiana). Semelhantemente a este, outros também expressam em suas obras seus ídolos e objetos de devoção. No entanto isso não se restringe as artes, mas em várias manifestações humanas, ex: quando estudava numa escola militar havia um rapaz que fazia um estranho ritual na porta do armário; sempre no início do dia e com a porta do armário fechada. Depois descobri que ele guardava dentro do armário um objeto (amuleto) de uma seita oriental.
Quando Deus ordena ao seu povo não ter outros deuses diante dEle (Ex 20:3), Ele sabiamente estava orientando seu povo quanto ao perigo de serem influenciados pela idolatria dos habitantes de Canaã, terra que os daria por promessa, assim como também pela idolatria de onde Ele os havia tirado, o Egito. “Eu sou o SENHOR teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão” – Ex 20:2. A idolatria (culto prestado a ídolos), assim como todo pecado; escraviza, contagia e prejudica nosso relacionamento com Deus. Ela também não se restringe a adoração de ídolos e objetos religiosos (ex: imagens), há várias coisas que se não cuidarmos podem se tornar ídolos e deuses em nossa vida. A idolatria, num sentido mais amplo, acontece quando substituímos Deus por qualquer outra coisa ou pessoa. Desta forma, alguém que apesar de não adorar imagens ou outro objeto religioso, ou ser devoto de alguma divindade, guru, “santo”, etc..., pode também cair neste erro. Em muitas vidas, infelizmente, o dinheiro tem se constituído deus e ocupado o lugar do Senhor, ou quando não; um artista, um filho, uma pessoa amada, uma carreira, um ministério, um clube de futebol, algum bem material, ou até mesmo a vontade e projetos pessoais, ou qualquer outra coisa. Diante desta realidade me vem à mente o discurso de Paulo na cidade idólatra de Atenas, cercado de pessoas que tinham a razão como divindade, quando ao visualizar entre vários santuários um dedicado AO DEUS DESCONHECIDO (At 17:23), disse a respeito do Senhor: "Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos..." - At 17:28. Diariamente, como servos de Jesus Cristo, somos desafiados a vivermos uma vida que reflita Deus como razão da nossa existência. Evitar a influência idólatra ao redor, assim como também as fraquezas do velho homem, só é possível quando colocamos Jesus no centro da nossa vida e dedicamos a Ele um amor exclusivo, amor capaz de não permitir outros “deuses” concorrendo com Ele. Outra boa notícia é que isso reflete positivamente em nosso testemunho, pois desta forma transmitimos aos não convertidos a fragrância conhecimento do Senhor (2ª Co 2:14), pois quem conhece Jesus não o troca por nada.
(Texto publicado em 2008 no Boletim da Primeira Igreja Batista de Irajá)

Lixo moral e espiritual da TV aberta

"Tudo me é permitido, mas nem tudo convém. Tudo é permitido, mas nem tudo edifica" - 1ª Coríntios 6:12; 10:23

Recentemente li na Internet uma matéria da BBC Brasil sobre um estudo realizado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) que analisou a relação entre a audiência da televisão, especificamente das telenovelas produzidas pela Rede Globo, e o número de divórcios.
Segundo o estudo, ao ser analisado a taxa de divórcios no Brasil nas últimas três décadas, as novelas brasileiras influenciaram as mulheres e tiveram um impacto no número de divórcios.
Atualmente, mesmo com vários pastores alertando nos púlpitos das igrejas evangélicas quanto ao efeito nocivo de certos programas de televisão, em especial as telenovelas e os programas do tipo Reality Show (programas baseados na vida real), entre este o maior deles, o Big Brother; grande parte da igreja de Cristo ainda gasta, infelizmente, boa parte do seu tempo dando audiência a esses programas que em nada edificam.
Fazendo uma rápida análise da mensagem desses programas, enquanto o primeiro investe fortemente na desvalorização do matrimônio e da família, o que estudos como o realizado pelo BID confirmam; o segundo incute nas pessoas a crença do “vale tudo” para ter fama e dinheiro, onde pra vencer é válido até mesmo se prostituir (do latim prostituere: ‘expor’, ‘pôr à venda’). Daí a mensagem BBB, subliminar (estímulo que não é suficientemente intenso para que o indivíduo tome consciência dele, mas que, repetido, atua no sentido de alcançar um efeito desejado) ou não, de que pra ter fama e dinheiro vale até mesmo expor e “vender” o corpo.
Foi num contexto de uma sociedade semelhante que o apóstolo Paulo exortou a igreja de Corinto quanto ao uso da liberdade com sabedoria, uma vez que nem tudo é conveniente e edificante para o cristão (1ª Coríntios 6:12 e 10:23). Assim como nós, os crentes de Corinto estavam mergulhados numa sociedade que em muito destoava dos padrões ensinados por Deus na Sua Palavra, a Bíblia. A cidade grega de Corinto, apesar de próspera materialmente, possuía uma moral comprometida, pois chegava ao ponto de possuir um templo pagão com cerca de mil prostitutas cultuais onde orgias e outras coisas imorais eram praticadas com naturalidade.
Não devemos; como povo lavado, santificado e justificado pelo Senhor Jesus Cristo; considerar comuns e normais certas práticas do mundo. Uma vez que a Bíblia diz que o mundo “jaz no maligno” (1ª João 5:19); ou seja, está sob o poder do diabo, não é de se estranhar que seus produtos como novelas, BBBs (“Big Brother Brasil” e suas variações) e outros mais; contamine pessoas com “conceitos” e “valores” que não vem de Deus, fazendo-as aos poucos absorverem com naturalidade o veneno que via satélite é disseminado. A pessoa liga a televisão e recebe a domicílio lixo moral e espiritual. Que como servos do Senhor Jesus, sejamos sábios na administração do tempo, cultivando o que é conveniente e edificante; não ajustado aos “padrões” do mundo, mas transformado pela renovação da mente, experimentando a cada dia a vontade de Deus em nossas vidas; vontade esta que é sempre boa, agradável e perfeita (Romanos 12:2).
(Texto publicado em 2009 no Boletim da Primeira Igreja Batista de Irajá)